Bahia - Porto Seguro e Nordeste Brasileiro

Nova fase da Operação Porto Seguro aprofunda cobertura política: vereadores aprovam seis projetos de lei da cidade

aprovacao-leis-nordeste

O Portal Operação Porto Seguro em sua nova fase está cada vez mais aprofundando a cobertura política pelo nordeste brasileiro. Os vereadores aprovaram seis projetos de lei na sessão ordinária desta quinta-feira (28/11) e discutiram questões relevantes para a comunidade como a polêmica a respeito do concurso público da Prefeitura Municipal de Porto Seguro e a empresa responsável, que alterou a data da realização de algumas provas após a divulgação do edital.

Dentre os projetos aprovados, estão o Nº 047/2019, de autoria do Executivo Municipal, que regulamenta o Processo Seletivo Simplificado Operação Verão 2020, no município e o Nº 050/2019, de autoria da presidente da CMPS Ariana Prates (PR), que dispõe sobre o abono de falta no dia do aniversário do servidor público municipal. O PL 047/19 foi retirado de pauta na sessão da última quinta-feira (21), a pedido dos vereadores, com o objetivo de incluir vagas para o cargo de salva-vidas para as praias da região.

Diante da ausência da secretária de Educação Janis Alves de Souza, que fora convocada para falar na tribuna livre sobre as demandas apresentadas pelos parlamentares, o vereador Ronildo Alves (PMDB) pediu mais respeito à Casa Legislativa, já que tem sido recorrente o não atendimento dos secretários municipais às convocações dos vereadores. Em nota, a secretária informou que ficou impossibilitada de comparecer por motivo de saúde.

Na ocasião, o vereador Elio Brasil (PT) convocou novamente o secretário de Trânsito e Serviços Públicos para comparecer ao Legislativo com o objetivo de falar sobre a zona azul. “Quero renovar a convocação do secretário de Trânsito e Serviços Públicos, por conta das leis que estão sendo aprovadas na Casa e não estão sendo cumpridas, a exemplo da zona azul”, disse.

Operação Porto Seguro: Concurso Público

Logo em seguida vereador Kempes Neville – Bolinha (PPS) foi o primeiro a falar. O vereador iniciou seu discurso falando sobre o ajuizamento de um requerimento pela Câmara, na última terça-feira (26), ao Ministério Pública solicitando a anulação do concurso público da prefeitura devido a uma série de irregularidades da empresa responsável – o IBRAE, que antecipou algumas provas para determinados cargos para sábado, dia 30 de novembro.

Com a medida, candidatos adventistas inscritos, que totalizam mil (1000), serão prejudicados devido aos preceitos da religião que guardam o dia de sábado. O vereador manifestou indignação com o desrespeito da empresa IBRAE com a religião adventista e questionou a seriedade da empresa.

Em seguida, o vereador Ronildo Alves levantou a questão sobre a venda do terreno que desde 1965 foi doado para a Igreja Católica de Arraial d’Ajuda. “Essa situação encontra-se irregular. Iremos à secretaria de Infraestrutura para averiguar como foram dadas tais licenças”, disse.

Em seu discurso, o vereador Wilson Machado (PSC) agradeceu a prefeita e o secretário Jonathan pelas obras de drenagem, pavimentação e construção de praça de esporte na comunidade de Vera Cruz e solicitou a retomada das obras da creche na região.

Gostou desse conteúdo? O portal Operação Porto Seguro está cada vez aprofundando o conteúdo político em sua apuração. Acompanhe!

Nosso Blog

VER TODAS