Bahia - Porto Seguro e Nordeste Brasileiro

Operação Porto Seguro: campanha contra a influenza tem indicadores expressivos

Operação Porto Seguro: campanha contra a influenza tem indicadores expressivos

Por mais que o mundo fale de COVID-19, outras doenças também preocupam toda a sociedade. A primeira semana da Campanha de Vacinação contra a Gripe Influenza em Porto Seguro foi marcada por índices satisfatórios de imunização. Nesta primeira etapa, em que o público-alvo é formado por idosos, profissionais da saúde e indígenas, cerca de 6.432 pessoas receberam a dose da vacina.

Operação Porto Seguro: idosos 

Vale ressaltar que a Secretaria de Saúde elaborou programação especial para os idosos, que estão recebendo a visita dos profissionais de saúde em domicílio, para aplicação da vacina, com a finalidade de não os expor a circulação nas ruas durante o período de quarentena.

Atualmente, o Brasil e o mundo experimentam um período de grandes desafios de saúde pública. Com o surgimento da pandemia de coronavírus, estão sendo adotadas uma série de medidas de prevenção, entre elas, o isolamento social. A Secretaria de Saúde de Porto Seguro destaca que, além da mobilização no enfrentamento ao Covid-19, a população precisa também estar atenta a uma outra ameaça: as arboviroses.

Combate ao Aedes aegypti

Neste tempo de quarentena, em que muitas pessoas estão em casa, é fundamental aproveitar o período para manter a limpeza do quintal e evitar a proliferação do mosquito aedes aegypti, responsável pela transmissão de doenças dengue, zika vírus e chikungunya.

Cuidados essenciais 

Cada pessoa é responsável e precisa semanalmente fazer vistorias no seu imóvel para evitar focos do mosquito. O aedes aegypti não escolhe um criadouro específico. Basta um pouco de água em qualquer recipiente para que ele deposite seus ovos. No entanto, ações simples e rápidas podem ajudar no combate ao mosquito.

É importante não deixar água parada e verificar locais óbvios, como calhas, caixa d’água, vasos de plantas e pneus, por exemplo. Também é fundamental fazer uma varredura em ralos e vasos sanitários, espaços por vezes esquecidos.

Durante o período chuvoso, aumenta a formação de criadouros fora e dentro de casa. Baldes, potes, bacias, tambores e outros recipientes que armazenam a água potável ou para uso doméstico devem ser limpos e vedados corretamente. “Nunca deixo acumular água”, revela o morador Rubens Noronha, que é servente de pedreiro. Da mesma forma, Carlos Cesar Vieira, que é enfermeiro, destaca que sua casa já teve focos por descuido. “Foi triste saber que, mesmo como profissional da saúde, já tive problemas sérios em casa”, explica.

Continue acompanhando as notícias no Portal Operação Porto Seguro e fique por dentro das notícias do nordeste brasileiro.

Nosso Blog

VER TODAS